quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Pérolas GACSianas

O GACS anda a brindar a malta com algumas frases e afirmações, no mínimo, de gosto e objectividade duvisosas.


"O Governo Regional prepara-se para investir, a médio prazo, qualquer coisa como 12 milhões de euros no ordenamento do porto da Madalena, na ilha do Pico."
Este "qualquer coisa como" é para quê? Para acharmos que é muito? Que é esmola? Que até nem era preciso tanto, mas o Governo, bom rapaz, até se dispõe a investir tanto dinheiro? Que é demais? O GACS é o quê? Um gabinete de informação ou de propaganda política?


"O Governo Regional vai transferir, este ano, para a Administração dos Portos do Triângulo e do Grupo Ocidental (APTO, SA) cerca de 1,4 milhões de euros para financiamento de obras em estruturas portuárias das ilhas do Faial, Pico e S. Jorge.
Cerca de metade desse montante (740 mil euros) destinam-se à remodelação e ampliação do Porto da Calheta, S. Jorge, cabendo ao projecto de reordenamento do Porto da Horta outros 420 mil."


O Porto da Calheta já não roi remodelado e ampliado? Ah, pois foi. Mas quem lê isto fica a pensar que o Governo vai fazer obra e investir 740 mil euros no dito cujo.
Mas não vai. Esta verba limita-se a repor o que a Associação de Portos do Triângulo e Grupo Ocidental pagou do seu bolso ao empreiteiro quando foi necessário. Agora, o governo limita-se a pagar o que a APTO desembolsou, anteriormente. Diz o Presidente da APTO que foi feita alguma engenharia financeira para pagar ao empreiteiro e que agora precisam desta verba para outras obras em curso.
Ou seja: o governo vai transferir 740 mil euros para a APTO, para fazer face a um pagamento que aquela Associação efectuou, relativo à obra de remodelação e ampliação do Porto da Calheta.
Não é muito mais claro assim?
Convém explicar as coisas, tal como são.

1 comentários:

Paula disse...

e o que será que pensam fazer com 33 mil euros no parque de contentores das Velas... deitar abaixo dois metros de muralha????